Paisagismo dentro de casa: acrescente frescor e aconchego aos ambientes

Paisagismo dentro de casa: acrescente frescor e aconchego aos ambientes

Saiba por que o piso vinílico é o parceiro ideal de lares mais verdes

folha de planta com gotas de agua

Você já deve ter ouvido falar sobre paisagismo muitas vezes, mas você sabia que ele não está restrito aos espaços ao ar livre? A aplicação dos conceitos e técnicas dessa especialidade nos ambientes internos nunca esteve tão em alta.

Engana-se quem pensa que essa área consiste na simples seleção de plantas e vasos para um jardim dentro de casa. Até porque, convenhamos, isso é muito divertido de se fazer sozinho ou com a família conforme abordamos  .

Por dentro do paisagismo de interiores

O conceito do paisagismo de interiores ou plantscaping não foge dos princípios que baseiam a arquitetura e a decoração, que é o de encontrar as melhores e mais viáveis soluções para um viver melhor nos imóveis com base em estudos, cálculos e observações, imergindo a botânica nos nossos lares.

Assim como os móveis, as plantas são parte, e não o objetivo final desse processo. Um bom projeto de paisagismo de interiores não se limita a criar um espaço bonito e repleto de texturas verdes.

É necessário que ele também seja bem instalado, funcional e atinja as expectativas e necessidades dos moradores. Para não errar, você sempre deve procurar profissionais e empresas especialistas nessa área.

Líder mundial em pisos e revestimentos vinílicos, a Tarkett lista abaixo algumas das inúmeras ideias de projetos de paisagismo interno para você se inspirar:

Jardins verticais e painéis verdes

 

Cada centímetro importa, ainda mais se você mora em apartamento. Muitas pessoas acabam desistindo de uma vida mais verde em casa porque alegam falta de espaço. Talvez tenha faltado para elas olhar um pouco ao redor.

Ocupar espaços verticais é uma excelente solução em diferentes frentes, como por exemplo a de organização em nichos e prateleiras. Por que não usar a parede da varanda para criar um jardim vertical ou até mesmo preencher toda a superfície criando um painel verde?

Painel verde: cobrindo paredes com a natureza

Painel verde: cobrindo paredes com a natureza

Mas seja cuidadoso: a consultoria de profissionais especialistas é ainda mais importante no exemplo do painel verde, pois a verticalidade impõe desafios ao cuidado das plantas, muitas vezes exigindo a instalação de um sistema automatizado para rega.

Além disso, é preciso se precaver na parte elétrica, impermeabilizar o espaço e sustentar corretamente o conjunto para não criar problemas futuros.

Jardim de inverno

Outra proposta do paisagismo de interiores é o jardim de inverno. Ele é mais comum em casas dada a maior flexibilidade construtiva desse tipo de projeto, mas já existem grandes apartamentos de cobertura com esse diferencial.

O potencial dessa aplicação é dos maiores exemplos de benefícios que uma vida mais verde dentro de casa traz. O jardim de inverno pode muito bem virar um cantinho para fechar os olhos e relaxar, ouvindo o barulho da água que corre pela fonte e o frescor de uma temperatura naturalmente mais amena.

Jardim de inverno é uma ótima opção para a transição entre ambientes e também para relaxar e receber convidados Jardim de inverno é uma ótima opção para a transição entre ambientes e também para relaxar e receber convidados

Jardim de inverno é uma ótima opção para a transição entre ambientes e também para relaxar e receber convidados

Outra ideia bacana é pensá-lo como um ambiente de descompressão, o que é ainda mais útil se você trabalha home-office. Sendo uma passagem obrigatória entre dois ambientes, pode ser a pausa que você precisava.

Texturas verdes

A visão e o tato são os sentidos mais importantes no universo da arquitetura e decoração. Se você amontoar espécies de folhagens similares dentro de casa, é provável que esteja perdendo a chance de se sentir ainda melhor olhando para elas.

O mix entre folhas grandes e pequenas, largas e estreitas, vazadas ou contínuas, lisas e enrugadas, claras e escuras é característico das florestas, e você pode se sentir em uma se aplicar essa bem-vinda mistura de folhagens.

Mix de folhas potencializa a experiência com o verde

Mix de folhas potencializa a experiência com o verde

Não é diferente do que fazemos no piso e nas paredes: revestimentos com texturas diferentes nos proporcionam experiências distintas que são agradáveis ao toque de pés e mãos, estimulando o conforto e o aconchego.

O frescor e a tranquilidade da natureza

Outro ponto interessante de se levar em conta é a possibilidade de um projeto de paisagismo de interiores impactar positivamente ao equilíbrio da temperatura do ambiente e até mesmo a acústica dos espaços.

Apesar da luz solar ser essencial para o sucesso de um projeto de paisagismo indoor, isso não significa que o ambiente deva ser escaldante. Por outro lado, temperaturas mais frias podem não ser bem-vindas para o fisiologismo de algumas espécies.

Pisos vinílicos amadeirados piso vinilico com formatos geometricos cinza e uma mesinha com planta em cima

Pisos vinílicos amadeirados (Amaranto – Linha Ambienta® Coleção Design) e com mix de desenhos (Sintra – Linha Ambienta® Coleção Design) destacam as folhagens

As plantas contribuem para o equilíbrio térmico interno, o que pode ser reforçado com a instalação de pisos atérmicos como os vinílicos, entregando no piso um conforto térmico superior aos chamados modelos frios como o porcelanato.

Outro ponto de convergência entre pisos e plantas é o de potencializar o relaxamento. Além da prazerosa experiência tátil em ambos, o vinílico entrega um desempenho acústico que favorece a experiência nos espaços internos verdes, pois é capaz de absorver o som dos passos. É um ótimo espaço para começar a praticar meditação, não é mesmo?

Preste bem atenção

Vamos combinar uma coisa: se você desejar aplicar vinílicos próximos a esses espaços, lembre-se de procurar revendas e instaladores especializados para garantir uma instalação bem-feita e muito, muito bem impermeabilizada.

Nunca deixe a água escorrer e empoçar sobre o piso, colocando pratinhos com areia sob os vasos ou canaletas para escoar (e, quem sabe, reaproveitar a água). Se a água acumular nos vasos e painéis, tome medidas para evitar a proliferação de vetores como o mosquito da Dengue.

Se o projeto engloba canteiros, o melhor é não os deixar no mesmo nível do piso ou impor barreiras nessa transição, de modo que a água com a terra, areia e pedregulhos não transborde sobre seu piso.

Seguindo as orientações dos fabricantes e instaladores, você corre menos de risco de dor de cabeça, pois pelo contrário: a ideia é relaxar e se reaproximar da natureza. Gostou das nossas sugestões? Tem ou já teve alguma dessas experiências em casa? Compartilhe nos comentários:

Deixe um comentário